Voarte
PT
EN
InShadow 2016 | Exposições e Instalações | Espaço Sta Catarina, Mercês, FBAUL
LittleShadow 2016 | Museu da Marioneta e Fundação Portuguesa das Comunicações
InShadow'16 | "There is no Here, Here", Gisle Martens Meyer
InShadow'16 | Competição Internacional de Vídeo-Dança
InShadow'16 | Competição Internacional de Documentário
Candidaturas Nacionais de Vídeo-Dança Inshadow 2017
Outubro 2017
SD
1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Subscrever Newsletter
 

InShadow na vanguarda do vídeo-dança em Lisboa | edição 2016

InShadow é certificado pelo EFFE – Europe for Festivals, Festivals for Europe (2015-2016)

 

De 10 de Novembro a 11 de Dezembro 2016, foram várias as iniciativas para todos ​os ​que procuraram o encontro imprevisível entre cinema e dança. A programação do Festival InShadow revela o melhor na área da criação artística transdisciplinar, fragmentada nas áreas do vídeo, performance, instalações e exposições.

 

O tema da sombra estendeu-se por Lisboa num ano de estreias e mudanças. Na sua 8ª edição, o mapa do InShadow transformou-se para chegar a novos lugares. Teatro Camões, Museu do Oriente, Cinemateca Portuguesa, Museu da Marioneta, Fundação Portuguesa das Comunicações, Teatro do Bairro, Espaço Santa Catarina, Espaço Cultural das Mercês​, Galeria das Salgadeiras, RA Lisboa e Galeria da Faculdade de Belas-Artes, ​foram os espaços de acolhimento do Festival InShadow.

 

Inshadow começou no Teatro Camões de 10 a 13 de Novembro com a estreia absoluta de Turbulência, uma nova co-produção Vo'Arte / Companhia Nacional de Bailado. A CNB voltou a colaborar com a Vo’Arte num desafio dirigido à equipa de coreógrafos composta por António Cabrita, São Castro, Henriett Ventura e Xavier Carmo.

 

A 18 de Novembro, o festival apresentou no Museu do Oriente a estreia nacional da performance Live Cinema Show, uma viagem imersiva pelo universo fantástico de Usagininen (dupla de artistas do Japão), onde a imaginação se cruza com a tecnologia. A 19 Novembro, ainda no Museu do Oriente, Usagininen promoveu um workshop de vídeo no qual os participantes poderam reinventar o espectáculo do dia anterior.

 

De 21 a 25 Novembro seguindo o percurso do fantástico, LittleShadow desafiou o sentido criativo e crítico de crianças das escolas de Lisboa com o LAC (Laboratório de Actividades Criativas) e a Competição Internacional de Filmes de Animação, na Fundação Portuguesa das Comunicações e no Museu da Marioneta.


Este ano as Sessões de Competição Internacional de Documentário realizaram-se, pela primeira vez, na Cinemateca Portuguesa. De 24 a 26 de Novembro foram projectados 13 filmes de 13 países, com a presença de alguns realizadores. O Melhor Documentário "One Million Steps", de Eva Stotz, foi distinguido com o prémio Luna Andermatt, patrocinado pela Conserveira de Lisboa.

 

As Sessões de Competição Internacional de Vídeo-Dança estrearam-se no Teatro do Bairro, local de forte expressão artística e presença contínua no festival, com 44 filmes de 21 países. O corpo moveu-se no ecrã de 29 Novembro a 2 de Dezembro e estendeu-se ao palco no dia 3 de Dezembro com a performance There Is No Here, Here de Gisle Martens Meyer, uma realidade digital de vídeo e música ao vivo em palco.

A noite de 3 de Dezembro encerrou com a Cerimónia de Entrega de Prémios e Dj Set Le Cirque du freak. O Melhor Vídeo-Dança "PLATFORM 13" de Camiel Zwart, foi patrocinado pela Schweeps Portugal e o Prémio para Melhor Fime Internacional foi para "Warehouse Samba", de Gabriel Shalom e foi patrocinado pela Fundação Herdade da Comporta.

 

O itinerário do Festival InShadow seguiu de 20 Novembro a 21 de Janeiro 2017 pelas instalações e exposições na Faculdade das Belas Artes, Espaço Santa Catarina, Espaço Cultural das Mercês, RA Lisboa e Galeria Salgadeiras onde o desenho e a fotografia acompanharam instalações "holográficas" (IN VITRO, Itália e BOX, Portugal) e interactivas que desafiaram conceitos de genética, e outras que questionaram o lugar do corpo e a sua intervenção com o espaço envolvente. Destaque para a estreia das obras de João de Goes e José Carlos Neves.  

 

De 10 de Novembro a 11 de Dezembro o corpo e a imagem reivindicaram os seus lugares nos ecrãs e nos palcos. Realizadores, coreógrafos e bailarinos nacionais e internacionais humanizaram os objectos artísticos e desafiaram todos os públicos à reflexão e ao debate entre conversas, workshops e masterclasses.

 

O Festival InShadow destaca-se internacionalmente na área do vídeo-dança e assume um caminho essencialmente de risco no cruzamento de áreas artísticas do corpo e da imagem.

 

InShadow, o corpo imagina-se na sombra.

Toda a programação no site da Vo’Arte: http://bit.ly/1LiLmrt

GRÁFICOS À LAPA POWERED BY AFTER YOU
Loading