Voarte
PT
EN
acsc | Wasteland
acsc | Play False
acsc | BOX
Tábua Rasa
Dezembro 2017
SD
1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Subscrever Newsletter
 
Wasteland
António Cabrita e São Castro
Espectáculo Dança Contemporânea

Este é o nosso território… Devastado, apocalíptico, fértil.

 

O que acontece quando não temos nada para dizer, nada para observar. Como reage o nosso corpo, perante um espaço hostil  e um vazio físico do individuo que se fascina por qualquer extensão dele próprio em qualquer outro material que ele mesmo.

 

Uma colecção de instantes e histórias em processo ordenador e configurador da realidade alargando-se ao imaginário, à fisicalidade das ideias, num território “contentor” onde o corpo pode ser facilmente abandonado e esquecido.

 

Conquistar o território com o corpo...

 

O corpo torna-se o território…

 

 

//

 

 

FICHA ARTÍSTICA


Conceito, Coreografia, Interpretação, Figurinos & Desenho de Luz 

António Cabrita e São Castro

 

Música

Hildur Gudnadóttir, Nine Inch Nails e Godspeed You Black Emperor

 

Consultoria Artística

Silke Z.

 

Direcção Técnica

João Frango

 

Projecto Apoiado por

resistdance (Alemanha)

 

Co-Produção 

Vo'arte

 

Apoios em residência artística

Centro Cultural de Belém, Quorum Ballet, Move - Estúdio de Dança e Pilates Rosa Macedo (São Miguel, Açores), StudioTrade - European Network e Pro-Dança

 

Agradecimentos

Ricardo Teixeira 

+INFO

BIOGRAFIAS 

 

António Cabrita é licenciado pela Escola Superior de Dança e formado pela Escola de Dança o Conservatório Nacional. Estudou no Joffrey Ballet School em Nova Iorque, tem o curso de cinema da New York Film Academy, e o curso de Criatividade Publicitária da Restart. Desenvolve o seu trabalho nas áreas da dança, cinema, fotografia, publicidade, música e produção. Em 2003 cria em Lisboa o espaço cultural alternativo Espaço M. Trabalhou com Rui Horta, Né Barros, Romulos Neagu, Escena Subteranea, Teatro em Branco, Compota, Companhia Instável, Balleteatro ou Paulo Ribeiro. Trabalha como intérprete no projecto “Private Spaces”, da Resistdance (Alemanha) com a coreógrafa Silke Z e com a qual ganhou o prémio de melhor peça de Colónia 2008. 

 

São Castro estudou no BalletTeatro e licenciou-se na Escola Superior de Dança. Fez parte do Ballet Gulbenkian, Integrou a Companhia Portuguesa de Bailado Contemporâneo, sob a direcção de Vasco Wellenkamp, a Companhia Lisboa Ballet Contemporâneo, sob a direcção de Benvindo Fonseca e a Companhia Rui Lopes Graça no projecto “Arte da Fuga”. Fez criações para a Companhia de Dança do Algarve e para a Escola de Dança do Conservatório Nacional. Destaca as suas participações em Feminine e Maiorca de Paulo Ribeiro, Sagração da Primavera de Olga Roriz, Suggestions for Walking Alone de André Mesquita, Durações de um Minuto de Clara Andermatt e Marco Martins e Icosahedron de Tânia Carvalho.

 

| acsc | é um projecto de colaboração artística entre os dois bailarinos António Cabrita e São Castro, que se propõem ao cruzamento de interesses e estímulos criativos como movimento, imagem e som. 

GRÁFICOS À LAPA POWERED BY AFTER YOU
Loading